quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

O FILHO DO DIABO




v.m.paes

Nasci filho do diabo

Nem do chão, nem do céu

Do pecado, um doce amargo

Minhas tendências são duvidosas

Minhas flores são as rosas

Tenho histórias pra contar

Porém perto de deus sou inofensivo
ele chegou num certo nível:

Sede de perdão.


2 comentários:

Ca:mila disse...

é mesmo preciso ter cuidado, Ele tem armas sugadoras de desculpas.

abraços,

c.

Adriana disse...

"Viver é muito perigoso". Abraço.