terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fotografia



Deixe-me dizer,
Sobre teus seios fartos
tocá-los com meus lábios
fazer leito no acalento de teus braços
Deixe-me entrar na casa da sua alma e fazer morada
Dos teus beijos meu abrigo
Do teu sexo minha perdição
Deixe-me olhar pela janela dos teus olhos
admirar teu céu de noites perfumadas e sem juízo
acariciá-lo suavemente com meus dedos
Deixe-me ser o teu maior empecilho
e também, sua mais simples solução
o teu paradoxo, o teu avesso, tua outra versão
Preciso me embriagar com teu sorriso
fazer da sua companhia, a minha mais doce solidão
E pelo resto da minha vida
Deixe-me dizer: te amo


(na vitrola, Mombojó)

5 comentários:

Cintia Ferreira disse...

ô Vini, como ta td ai? Muita emoção? rs
Por aqui, acho q vc faz alguma ideia.

Eu disse no meu blog, q vc é meu poeta vivo favorito e é.

Bjão pra vcs viu!
Sdd

Adriana Godoy disse...

Mais uma dose de paixão bem sacramentada. Paes, vc tá muito inspirado, heim?
"Deixe-me ser o teu maior empecilho
e também, sua mais simples solução
o teu paradoxo, o teu avesso, tua outra versão". É isso. Beijo.

UPA IPJ.A disse...

OLÁ, SOMOS DA IGREJA PRESBITERIANA DO JD. AEROPORTO limeira - sp. E QUEREMOS QUE VC NOS FAÇA UMA VISITA E SINTA-SE A VONTADE EM NOSSO BLOG.
AJUDE - NOS A DIVULGAR!!!
DESDE JÁ AGRDECEMOS...
UPA

Nátalin Guvea disse...

Não sou mais eu quem deixo... Minha alma quem pede, quem te respira e quem tem sede por mais de ti, todos os dias.

Eu te amo amor.
Ahhh, muito!

Anita Mendes disse...

e ser amada desse jeito da até inveja...kkkkk
perfeito! beijocas..
Anita