segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Veludo Vermelho

A juventude das ideologias mortas
assiste ao pleito
como quem assiste
um filme erótico dos anos oitenta
a comodidade exacerbada
de uma masturbação perante uma foda sem graça e fictícia

não queria," Darwinizar", novamente
mas o homem-animal
por instinto se adapta
ao ambiente em que vive
portanto são
o conformismo
e a inércia
responsáveis por este
entra e sai, entra e sai
do consumismo e de um mesmo sistema político,
há muito, falido.

no final, independente do resultado
nada muda...
é só mais masturbação no sofá de veludo vermelho.

6 comentários:

dansesurlamerde disse...

pois é.

beijo.

Anita Mendes disse...

olha so vico! que sintonia! Nao tinha lido o teu poema e por acaso do destino escrevi algo sobre mudancas ou melhor sobre a estatica das coisas...
dessa conformidade que da asco! Hermano de escrita, filosofia e de ideias... Curto muito tudo isso! beijos

Cadinho RoCo disse...

Vivemos em um mundo de punheteiros.
Cadinho RoCo

Adriana Godoy disse...

Paes, mesmo no sofá vermelho de veludo, há que se masturbar...Gostei de ler vc novamente.

Beijo

Marcos Satoru Kawanami disse...

o título é irônico.

a Política já deixou de ser aquela Puta safada e provocante que tirava a juventude do sério, e se tornou uma Cafetina velha e sem graça.

Vinícius Paes disse...

É bem por aí, caro Marcos.