quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Três corações e as estrelas

Do mundo mudo que gira no mais profundo ventre da minh'alma
desgarra do meu corpo material e vai passeaar por todas as ruas da fria cidade
que na sua imensidão agora se faz tão pequena
perante o céu de novas cores, lindas e desconhecidas

E do amor, de duas estrelas inconsequentes, qual a lua foi cúmplice
surge uma nova estrela, de matiz singular e brilho único
Felicidade cria raízes, num futuro que se desenha, pleno
Onde a beleza da vida, do nascimento, se mistura com o céu
Onde agora bate em uníssono, três corações
Onde agora brilha em sincronia, o amor das estrelas

(o medo passou, agora a felicidade já não cabe)

9 comentários:

Adriana Godoy disse...

Menino, então vai ser pai? Um poema tão belo como esse, uma estrela que nasce, um amor que se torna único! Parabéns! Beijo.

Nátalin Guvea disse...

Três corações
As cores
E todo o brilho.

Eu te amo.
(nós)

Nátalin Guvea disse...

Mas eu te amo muito.
Pra vida toda.
Por tudo
Por tudo que ainda há por vir e rodopiar.

um beijo vida.

Rodrigo... disse...

Simplesmente Belo
sem palavras
Este deve ser de um sentimento unico

abraço meu amigo
irmão

Isabela Pizani disse...

Estrelas, quando surgem no céu da gente, trazem luz de alegria e explosões de felicidade.

Super-Nova. =)

Comé que tá, Vini?

Beijão!

Dauri Batisti disse...

Bonito texto. Mas a última frase entre parênteses é uma poesia completa. Parabéns.

Um abraço.

Luciano Fraga disse...

Caro amigo, agradeço muito a sua atenção, isso vale uma vida.O medo passou, como tudo passa dentro do contexto das aparências e da impermanência de todas as coisas, que tudo brilhe com esplendor de todas as luzes, forte abraço.

Cintia Ferreira disse...

"Calma alma minha, calminha. Ainda não é hora de partir" Zeca Baleiro

Vini, Vini.. como tá?

Aqui td anda meio igual, mas a sua falta faz toda falta.

Um beijo pros corações e pras estrelas.(os três)

;)

[ rod ] ® disse...

o céu e sua imensidão... dão de fazer-nos bobos a glorificar o amor... ah amor... abs meu caro.